7 de outubro de 2014

[Resenha #34] - A Mata Virgem

Olá queridos!

Vamos continuar com o especial Infanto-Juvenil?? Hoje vou falar, em postagem separadas, sobre livros que são 100% interativos com as crianças! Eles desenvolvem o raciocínio, concentração e estimulam a curiosidade. Tenho alguns em casa e quando era pequena, eram um dos meus favoritos!



>> Primeiro falarei do livro A Mata Virgem e depois, da mesma autora, A Torre Mal Assombrada!


FICHA TÉCNICA



Título: A Mata Virgem

Autora: Susannah Leigh

Ilustrações: Brenda Haw

Editora: Scipione

Páginas: 32

Ano: 1998

ISBN: 85-262-3396-3

Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ 





SINOPSE - Skoob

É o dia do concurso de pipas na Mata Virgem. Malu, que é muito esperta, planeja roubar o precioso pássaro Planador e tirar suas penas para fazer uma pipa que voe mais alto do que todas as outras. Rafa, Juju e Didi querem impedir que ela faça isso, mas têm de atravessar rios, escalar cipós e fugir dos animais selvagens ao longo do caminho. Conseguirão salvar o pássaro Planador e ainda chegar a tempo para o concurso? Essa história divertida propõe desafios que estimulam a curiosidade infantil, auxiliando no desenvolvimento da observação, da memorização e do raciocínio lógico.


RESENHA

Rafa e Juju são amigos de Didi, que mora na mata virgem, no alto de uma árvore. Os amigos resolveram fazer uma viagem para a mata, para participar de um concurso de pipas, onde ganhador seria aquele que conseguisse fazer sua pipa voar mais alto.



A competição era para crianças, mas Malu queria participar mesmo assim. Ela mora na mata virgem e tem um plano para sabotar e ganhar o concurso. Pelas pesquisas do avô de Didi, eles descobrem que existe um pássaro que voa mais alto que tudo e Malu quer roubar suas penas para colocar em sua própria pipa.



É dever dos meninos impedir que Malu maltrate o pássaro para pegar suas penas e vença o concurso injustamente. Para isso eles viverão uma grande aventura onde o leitor participa de perto resolvendo os vários quebra-cabeças existentes no livro.


O QUE EU ACHEI DA ESTÓRIA



Ela é super divertida e com vário enigmas para resolver. Não são difíceis, mas puxa da criança o raciocínio necessário para serem resolvidos.


O QUE EU ACHEI DO LIVRO

O tamanho do livro é grande, porém com poucas páginas, mas recheadas de diversão. Todas são 100% ilustradas e todas tem enigmas a serem descobertos. Ele é composto por 15 capítulos e as respostas dos quebra-cabeças ficam nas páginas finais.

O livro pode ser resolvido apenas pela criança ou com ajuda de um adulto. Esse livro faz parte de uma coleção chamada Pedra no Caminho. 


ONDE COMPRAR




AUTORA



Nasci em Vancouver, no Canadá e me mudei para a Inglaterra com a minha família quando eu tinha oito anos. No início, morava com meus avós no sul de Londres. Foi muito difícil para mim, uma garota em uma nova escola em um novo país. 

Eu trabalhei como editora e escritora. Quando deixei Londres para morar em Norwich eu continuei escrevendo. 

O primeiro livro que escrevi foi The Haunted Tower. O primeiro  Puzzle Book (livros quebra-cabeça) que eu escrevi foi Enigma Island. Tenho muita sorte de ter uma ilustradora tão talentosa como Brenda Haw para me ajudar com todas as suas imagens encantadoras. Eu amo todos os meus livros.

Agora eu vivo na zona rural de Norfolk com a minha família. Tenho três filhos - dois meninos e uma menina, um cachorrinho chamado Rio e duas porquinhas da índia chamadas Pippi e Preciosa.


>> Mais uma vez peço desculpas pelas imagens que não estão boas, porque foram tiradas de celular!!



Curtiram essa dica??

Beijinhos

2 comentários:

  1. Quando eu estava na sexta série uma amiga levou esse livro para escola. Resultado: fiquei toda triste pq não tinha uma livraria próxima da onde eu morava.
    E o que mais me deixou louca por ele com certeza foram os enigmas.
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Bia!! Os enigmas são ótimos mesmo!! A coleção Salve-me Quem Puder é demais!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir